Arquivo da categoria: Sem categoria

Isso seria bastante trabalhoso e ainda assim seria pirataria, já que você estaria copiando de qualquer forma. Até mesmo aquelas ROMs que não rodam direito e tem a imagem prejudicada são pirataria, quanto mais uma cópia “perfeita”, independentemente do método utilizado. A pirataria é justamente copiar uma obra sem a autorização do autor, seja para fins de comercialização ou apenas para uso pessoal. Mas sabe, se você é bom o suficiente para copiar um jogo inteiro, tenho certeza que também será bom para conseguir trabalhar na indústria de videogames e pagar pelos jogos originais, além de criar jogos próprios (para os outros copiarem… opa, isso não. XD).

Pedra

Provavelmente você está falando do jogo Rogue Legacy, disponível para PS4, PS3, XBO, PS Vita e PC. No jogo, após morrer (e você vai), é possível escolher o seu herdeiro que irá continuar no seu lugar. Acontece que cada um tem algum tipo de característica marcante que quase sempre traz uma desvantagem para o gameplay. Dentre as várias opções, há algumas em relação à visão. Ter miopia faz com que as coisas mais distantes do personagem fiquem embaçadas na tela; já ser hipermetrope faz com que a tela fique embaçada apenas em torno do personagem. Você pode conferir o BRKsEDU jogando, ele escolhe justamente personagens com essas duas características durante a sua jogatina:

Pedra

Se você se refere a trabalhar no Blast, basta aguardar que abra uma seleção para o cargo que você tem interesse (redator, revisor, diagramador etc.). Se está querendo trabalhar aqui em Hyrule, aí é mais complicado, tem que falar com o tio Miyamoto, e ele não costuma fazer exceções. Uma pena, ganharia várias rupees como guia de turismo, já que conheço tudo por essas bandas. :)

Pedra

Basicamente, os desenvolvedores analisam se o jogo vai ter sucesso ou não no ocidente. Localizar um jogo é um processo custoso (tanto em termos de tempo quanto de dinheiro), principalmente se há muito texto, vozes, etc., como geralmente é o caso de RPGs. Então, jogos que são baseados em animes não tão populares fora do Japão ou então JRPGs bem tradicionais (como são os casos desses que você citou) muitas vezes não são localizados, já que há uma baixa estimativa de lucro ao levar para o ocidente.

Pedra
Fofocas diversas

Não, as compras digitais da eShop ficam vinculadas tanto à conta NNID quanto ao console, então não há forma de transferir para outro Wii U. E, infelizmente, o sistema continua idêntico no Switch: os jogos digitais ficam presos à conta e ao console. Vamos torcer pra que eles mudem essa política futuramente, mas por enquanto a realidade é essa…

Pedra
eShopNintendo SwitchWii U

1. Sim, vários, incluindo um que você mesmo citou: Pokemon Puzzle League. Só para citar alguns outros: Rampage, Worms Armageddon, Mischief Makers, Star Craft 64 … e se você considerar como 2D os jogos de plataforma 2.5D (gráficos 3D, mas perspectiva 2D) há ainda muitos outros, como Paper Mario, Yoshi’s Story, Goemon’s Great Adventure, etc.

2. A animação de Pokemon Puzzle League foi criada especialmente para o jogo. O que torna esse fato mais curioso ainda é o único jogo Pokémon que não foi lançado no Japão!

Pedra
Nintendo 64Pokémon

Acho pouco provável, já que ambos jogos da série The Conduit, apesar de terem sido considerados razoavelmente bons, nunca se destacaram muito. O primeiro jogo ainda ganhou um port HD para celulares, e até parece ter tido mais sucesso dessa forma, mas isso foi em 2013, e sem mais nenhuma notícia sobre a série desde então, acho difícil que ela faça um retorno.

Pedra
Wii

Não. Esses códigos PIN dos jogos antigos eram usados no extinto Club Nintendo, que foi descontinuado para depois ser substituído pelo My Nintendo. Infelizmente, esses códigos já não podem mais ser usados para trocar por pontos.

Pedra
Club NintendoMy Nintendo

1. Detergente geralmente funciona bem para limpar mãos sujas  de manteiga ou gordura em geral.

2. Não! A revista digital do NBlast é gratuita, seja para ler no computador ou no celular.

3. É isso mesmo! O que era antes a série Mario Land acabou se transformando em Wario Land, depois que o malvadão foi introduzido como o vilão de Mario Land 2. Isso sim é um vilão, nato, hein? (Não como o inútil do Waluigi que nem sequer tem um jogo próprio ainda) Mas o Mario não é de deixar quieto não, e no fim ele acabou retomando a sua série “Land” com Super Mario 3D Land, no 3DS.

Pedra
Fofocas diversasMario