Arquivo da categoria: Game Boy Advance

Há dois jogos da série F-Zero para o GBA: o Maximum Velocity, que foi lançado em 2001, junto com o portátil e o GP Legend, lançado em 2004 (bom, isso sem contar o Climax, que foi lançado apenas no Japão, também em 2004). Sim, ambos os jogos são ótimos jogos de corrida (o Maximum Velocity especialmente) e quem gosta do F-Zero original com certeza vai gostar deles também.

fzmvpackshot_us

f-zero_gp_legend_packshot

Pedra
F-ZeroGame Boy Advance

Uau, difícil opinar, porque são escolhas bem diferentes. Bom, o GBA seria uma escolha mais “retrô”, mais se você for tipo colecionador e apreciador de consoles antigos. Sem dúvida é um ótimo item para se ter na coleção, mas por outro lado você dependerá de encontrar jogos antigos à venda, que pode ser difícil, ainda mais no Brasil. Já o 3DS é um console atual, com jogos que ainda estão sendo lançados, e ainda com a facilidade de usar a eShop para comprar muitos dos jogos que já não são encontrados de forma física. Então depende muito do seu perfil.

Quanto às diferenças entre o New 3DS XL e o 3DS XL, as principais são os controles adicionais (o modelo New tem um segundo analógico e dois botões R e L), um melhor efeito 3D e um maior poder de processamento. Por enquanto só existe um único jogo que é exclusivo ao New 3DS e esse é o Xenoblade Chronicles 3D. Contudo, outros jogos funcionam melhor no novo modelo, como por exemplo Majora’s Mask 3D e Hyrule Warriors Legends. Se você não tem problema em gastar um pouco mais para comprar o modelo New, vale a pena investir… mas se não puder (ou se não achar um à venda por um preço decente), você não estará perdendo muita coisa se optar pelo modelo antigo.

Por fim, sim, tanto o “old” 3DS quanto o New 3DS foram lançados na região Americana e ambos possuem a opção de idioma em português do Brasil. Além disso, ambos podem acessar a eShop brasileira.

Pedra
3DSGame Boy Advance

Bom, como você deve saber, o nunca lançado Earthbound 64 acabou se tornando o Mother 3, do GBA e, na verdade, dizem que pouca coisa mudou de uma versão para outra – além das óbvias alterações gráficas, é claro. Mas, de fato, dizem que a versão original do jogo era mais sombria, especialmente o final. Isto quem disse foi o próprio criador da série, o tio Shigesato Itoi. Contudo, ele se conteve a dizer a apenas isso, de que a primeira idealização dele era a de um jogo com um final mais sombrio. Como ele não disse mais nada além disso, tudo o demais é fruto de especulações, fofocas e também de algumas teorias baseadas em sprites não usados, encontrados escondidos no jogo. Essas teorias de como seria o final variam bastante, desde a morte de vários dos personagens principais até outras mais extremas como o Claus ou o próprio Lucas se tornando maus. A verdadeira resposta, contudo, está apenas na cabeça do tio Itoi…

E pra quem não conhece, ou não se lembra, deixo aqui o trailer pré-histórico de Earthbound 64. Preparem-se para ficar impressionados com os “belíssimos” gráficos! xD

Pedra
EarthboundGame Boy AdvanceNintendo 64

Em Super Mario Advance 2, no qual a Birdo ganhou voz, ela tem diversas frases, e cada “versão” dela – a normal, rosa, a vermelha e a verde – fala uma coisa diferente quando derrotada. Contudo, acho que isso que você disse se refere à versão vermelha, como pode ser visto no vídeo abaixo:

Realmente, dá mesmo para confundir com isso que você falou… mas fique tranquilo, ela não está falando nenhum palavrão e a frase real é:  “How could you?!?” (ou “como você pôde?!?”). Mas que é engraçado ouvir pensando na sua interpretação, isso é (e tenho certeza que muitos que não tinham pensado nisso agora vão passar a interpretar dessa forma também, só de zoeira xD)

Pedra
Game Boy AdvanceMario

Sim, Roy é filho de Eliwood, do primeiro Fire Emblem para o GBA. Na verdade, o Roy até aparece brevemente nesse jogo, mas não como personagem jogável, já que ainda era uma criança pequena. O jogo no qual ele é protagonista é Fire Emblem: Binding Blade, também para GBA, mas acontece que esse jogo foi lançado apenas no Japão, daí o fato do Roy não ser tão conhecido no ocidente. Ele também aparece em Fire Emblem: Awakening, mas apenas por meio de DLC.

Pedra
Fire EmblemGame Boy AdvanceSuper Smash Bros.

De fato, os jogos da série Donkey Kong Country ficaram um pouco confusos, mas é assim: depois de cada jogo da série, no SNES, foi lançado um Donkey Kong Land respectivo para o GB/GBC, havendo assim, três deles também, DK Land 1, 2 e 3. Estes jogos não são ports, mas sim “continuações” de cada jogo do SNES, usando os mesmos personagens e inimigos, mas com fases e histórias diferentes.

Depois, foi lançado um port do Donkey Kong Country 1, também para o GBC. Aí sim é o mesmo jogo que o do SNES, com algumas diferenças no conteúdo, claro, para que ele pudesse rodar no portátil.

Apenas o primeiro jogo da trilogia foi portado para o GBC, mas os três também ganharam ports para o GBA. Nestes casos, por serem ports, também são exatamente os mesmos jogos que os originais em termos de história e das fases originais, mas nestes foram adicionados novos conteúdos, como modos extras e até um mundo novo, no caso de DKC3.

Quanto ao avestruz, não se sabe bem porque, ao ser incluído no minigame de DKC 2 para o GBA, ele foi nomeado de Expresso II e não é mais o Expresso original. Como você disse, isso pode tanto querer dizer que o Expresso original morreu ou que seja um filho dele. Ou então que não tenha nenhuma relação com o anterior, fora o mesmo nome. xD Mas nunca houve uma explicação oficial sobre isso, então só resta especular mesmo.

Pedra
Donkey KongGame BoyGame Boy AdvanceSNES

Sim, antes de tudo, vamos deixar claro: existem dois jogos da série Four Swords, um para GBA chamado apenas Four Swords e um para GameCube chamado Four Swords Adventures. Apesar dos nomes quase iguais e de usarem a mesma mecânica de quatro Alfacinhos, os dois jogos são totalmente distintos, com histórias e mundos diferentes.

O Four Swords do GBA foi originalmente lançado em 2002, juntamente com o relançamento de A Link to the Past para o portátil. Foi o primeiro jogo multiplayer da MINHA série e para isso era necessário conectar dois ou mais GBAs usando o Link Cable. Este jogo depois ganhou uma versão comemorativa chamada Four Swords: Anniversary Edition que foi lançada na eShop do 3DS e, sim, é verdade que ele foi disponibilizado gratuitamente duas vezes por lá. As principais novidades dessa versão foram a inclusão de um modo single player, duas novas fases e a possibilidade de jogar multiplayer via conexão sem fio.

O Four Swords original do GBA, que vinha como um "adicional" ao port de Alfacinho to the Past
O Four Swords original do GBA, que vinha como um “adicional” ao port de Alfacinho to the Past
A primeira vez que vimos 4 Aflacinhos de uma vez... me dá náuseas só de lembrar!
A primeira vez que vimos 4 Alfacinhos de uma vez… me dá náuseas só de lembrar!
Four Swords: Anniversary Edition na eShop do 3DS... quem baixou baixou, quem não baixou... não baixou
Four Swords: Anniversary Edition na eShop do 3DS… quem baixou baixou, quem não baixou… não baixou

Já o Four Swords Adventures do GameCube foi lançado em 2004. Era um jogo independente e tinha uma nova história, como eu falei. Tanto, aliás, que o seu posicionamento na linha do tempo é bem diferente da do Four Swords do GBA. Apesar disso, a mesma mecânica de controlar quatro Alfacinhos foi mantida e, para jogar multiplayer, também era necessário usar GBAs e Link Cables para conectar os portáteis ao console (usar apenas controles de Game Cube não era possível já que a tela do GBA era necessária para visualizar a ação de quem estivesse fora da visão da TV). Entretanto, este jogo tem também um modo single player, no qual apenas um jogador controla os quatro Alfacinhos e o qual é possível jogar apenas com um controle de GameCube. Até hoje, este jogo nunca foi relançado de nenhuma forma.

Four Swords Adventures para o GameCube
Four Swords Adventures para o GameCube
O que é melhor que explodir um Alfacinho? Explodir quatro Alfacinhos de uma vez, claro!
O que é melhor que explodir um Alfacinho? Explodir quatro Alfacinhos de uma vez, claro!
Era tão complicado de jogar este jogo no modo multiplayer que não é de se surpreender que ele nunca tenha feito muito sucesso...
Era tão complicado de jogar este jogo no modo multiplayer que não é de se surpreender que ele nunca tenha feito muito sucesso…
Pedra
3DSA MINHA série (The Legend of Zelda)Game Boy AdvanceGameCube